02 junho 2010

Alunos da Escola Secundária do Cartaxo conquistam terceiro lugar em investigação sobre a qualidade da água

Os alunos da Escola Secundária do Cartaxo Gonçalo Lopes e Rita Salgueiro, ambos da turma de 12.º B, conquistaram o terceiro prémio – escalão ensino secundário – pelo trabalho apresentado na sequência da actividade experimental "E se um bloom de cianobactérias te batesse à porta?", integrante do projecto "Oceanos, biodiversidade e saúde humana", promovido pelo Ciência Viva, projecto governamental de apoio a investigação científica.

Entregue no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, no Dia Mundial da Biodiversidade, o prémio distingue a abordagem dos dois estudantes à temática das cianobactérias, bactérias aquáticas com capacidade de realizar a fotossíntese e o perigo que estas representam para a contaminação da água para animais e humanos.

Defenderam Gonçalo Lopes e Rita Salgueiro que ao gerar-se um bloom (ou florescência) as toxinas libertadas atingem concentrações potencialmente perigosas para a saúde da população humana através da ingestão de água ou de alimentos com toxinas ou com cianobactérias tóxicas.

Com testes realizados numa alga e num crustáceo, verificou-se a morte da primeira e a mortalidade elevada nas larvas do segundo. Levando-os a concluir que as cianobactérias têm um potencial tóxico extremamente elevado para o homem, demonstrado em pequena escala. “O controlo da qualidade da água está, cada vez mais, a ser tomado pelas entidades governamentais como uma necessidade absoluta”, concluem, para salientar que preservando os ambientes dulçaquícolas, ajuda-se a preservar o ambiente marinho, ajuda-se a preservar a biodiversidade e, em última análise, preserva-se a sobrevivência e a saúde humanas.

in O Mirante

Sem comentários: