21 março 2010

Cartaxo mais limpo com o apoio de centenas de voluntários

Centenas de voluntários, maioritariamente jovens, ajudaram a limpar de lixo o concelho do Cartaxo este sábado. A maior parte reuniu-se na quinta das Pratas para recolher luvas, coletes, sacos e receber as últimas indicações. Depois seguiram em caravana. Um grupo com cerca de 30 elementos começou por parar junto à auto-estrada, à beira da ligação Cartaxo-Vila Nova de S. Pedro. Plástico, madeira, peças de automóveis e outros lixos foram colocados em sacos e levados por carrinhas de caixa aberta da autarquia. O entulho proveniente da construção civil não pode ser recolhido mas é do mais se vê ao longo de pequenas e grandes lixeiras.

A chuva que caiu constantemente ao longo da manhã não demoveu os participantes, espalhados pelas oito freguesias do Cartaxo. Na zona do Pedregal, em Vila Chã de Ourique, mais algumas dezenas de voluntários ensacaram todo o tipo de lixo. Pneus e monos como sofás, sanitários e outros electrodomésticos são fáceis de encontrar no meio do mato. Os autarcas também estiveram presentes para ajudar a limpar. Paulo Caldas e Paulo Varanda, presidente e vice-presidente da Câmara do Cartaxo, e Paulo Neves, vereador do PSD, foram algumas das caras conhecidas. Sem esquecer Mário Júlio Reis, vereador da CDU e coordenador concelhio do Projecto Limpar Portugal.

Todo o lixo recolhido é transportado para um terreno municipal na Zona Industrial Vila Chã de Ourique-Cartaxo, onde está montado o centro de transferência dos resíduos. Depois de despejado, os voluntários separam-no por plástico, peças automóveis, óleo, madeira, vidro, monstros, papel e metálicos-sucata. Depois de separados os resíduos estão prontos a serem transportados para o aterro da Raposa que neste dia não cobra taxas de deposição.

in O Mirante


Os meus parabéns ao principal mentor e obreiro deste projecto, a nível concelhio e distrital: o prof. Mário Júlio Reis.

Sem comentários: