17 dezembro 2009

Artigo interessante sobre redes sociais

Facebook e Youtube: as marcas têm cada vez mais medo da net

Redes como Facebook e Twitter estão a tornar-se incubadoras de opiniões dos consumidores. E, nalguns casos, livro de reclamações.

Bem ou mal, 45% dos utilizadores portugueses de redes sociais já usaram estas plataformas para escreverem sobre marcas, produtos ou serviços. E não apenas uma vez. A prática é sistemática para boa parte dos cibernautas que usam redes como o Facebook, o Hi5 ou o Twitter, e pode ser tão boa como potencialmente destruidora.

Este é um dos dados mais relevantes do estudo "Redes Sociais em Portugal", realizado em Novembro pela Netsonda para a agência Fullsix, a que o i teve acesso. Usando como universo os 50 mil membros do painél Netsonda, o relatório indica que 35% dos utilizadores usa redes sociais todos os dias, com YouTube e Facebook no topo das preferências. É a primeira vez que se faz em Portugal um estudo tão completo sobre este fenómeno e os seus perfis de utilização.

"Fiquei impressionado com o número de pessoas que já usa redes sociais", disse ao i o responsável da Netsonda, Salvador Gouveia, frisando que há quase um milhão de portugueses no Facebook e mais de um milhão no Hi5. "Os portugueses mostram grande apetência por plataformas de partilha", conclui o responsável. Qual é o problema? Quando os cibernautas escrevem mal de uma empresa, "o impacto negativo pode ser brutal". E são muito poucas as empresas que monitorizam o que dizem delas.

in I online

Leia mais AQUI.

1 comentário:

Anónimo disse...

Amigo Vasco sabe a quanto está a caixa de branco Plexus aí na adega cooperativa.

Abraço

Paulo F.