28 julho 2009

A morte de um homónimo

Nome igual, idade semelhante, naturalidade próxima, local de trabalho idêntico e actividade profissional diferente. Este rapaz faleceu no domingo. Eu não o conhecia mas existe uma sensação muito estranha quando se lê uma notícia com tais factos. A toda a família endereço as minhas sinceras condolências.


Jovem de 25 anos morre em colisão na EN 366 em Aveiras de Cima

Um homem de 25 anos morreu e os pais ficaram gravemente feridos numa colisão do carro onde seguiam com um pesado na EN 366, que liga Aveiras de Cima a Alcoentre. O acidente aconteceu na madrugada de domingo numa zona de recta. Segundo apurámos, um semi-reboque com atrelado de uma escola de condução, entrou na estrada onde já seguia o ligeiro com a família, natural de Rio Maior.

A vítima mortal é Vasco Casimiro, que trabalhava em Lisboa na área da hotelaria depois de ter estado emigrado na Suiça. Os pais, José Carlos e Maria Emília, ambos com pouco mais de 50 anos, sofreram várias lesões graves. O condutor do camião saiu ileso.

O pai da vítima mortal está internado no Hospital de Santa Maria em estado grave, enquanto a mãe ficou no Hospital de Vila Franca de Xira com ferimentos graves, mas livre de perigo.

O casal tinha ido buscar o filho ao trabalho e os três regressavam a Rio Maior onde José Carlos é vendedor de automóveis e a mulher explora um salão de cabeleireira. Os dois feridos graves ficaram encarcerados e foram socorridos pelos bombeiros de Alcoentre e estabilizados por uma equipa médica do INEM. A GNR está a investigar o acidente.

in O Mirante

3 comentários:

Hurtiga disse...

Calculo que se sinta um arrepio na espinha...

Vasco, abraço!

Vasco Miguel Casimiro disse...

Realmente é uma sensação muito estranha.

Cara Hurtiga, espero que esteja tudo a correr bem consigo :) tenho saudades daquelas aulas. Cumprimentos.

VMC

Anónimo disse...

QUE DOR!!!
FORÇA PAIS QUE FICARAM SEM O FILHO.
DEVE SER UMA DOR INSUSTENTÁVEL...