08 junho 2009

Resultados das Eleições Europeias

Nas eleições para o Parlamento Europeu realizadas este domingo, no distrito de Santarém, os resultados dos partidos com representação no Parlamento Europeu foram:

PSD - 28.66%
PS - 25.28%
BE - 12.17%
CDU - 11.91%
CDS-PP - 8.03%

A abstenção foi de 61.83%

No Concelho do Cartaxo:

PS - 29.74%
PSD - 21.56%
BE - 13.95%
CDU - 13.12%
CDS-PP - 7.28%

Votaram 7857 eleitores de 20737 inscritos.

Saliente-se a vitória do PSD na freguesia do Cartaxo com 901 votos contra os 837 do PS.

A nível nacional o PSD venceu as eleições.

Os resultados Nacionais:

PARTIDO - VOTAÇÃO - DEPUTADOS
PSD - 31.68% - 8
PS - 26.58% - 7
BE - 10.73% - 3
CDU - 10.66% - 2
CDS-PP - 8.37% - 2


in Rádio Cartaxo




4 comentários:

Anónimo disse...

Olá Vasco,

gostava de ler o que pensas sobre estes resultados.

um abraço do Pedro Mendonça

Vasco Miguel Casimiro disse...

Caro Pedro,

A nível nacional,

o PSD consegue manter o mesmo número de votos que teve nas Europeias de 2004, embora aí estivesse coligado com o CDS-PP.

A principal diferença foi a grande transferência de votos do PS para o BE. Julgo que a CDU também poderá ter beneficiado em menor escala desse facto. Alguns socialistas descontentes optaram por votar à esquerda do PS. De 2004 para 2009, o PS perde quase 600 mil votos!

Outra grande margem de socialistas optaram pelo voto em branco ou nulo, não tendo a vontade de votar à direita ou à esquerda do PS.

De salientar que o BE e a CDU juntos ultrapassaram a barreira dos 20% de votos.


No que respeita aos resultados no concelho do Cartaxo,

a tradição ainda é a que mais ordena. O PS vence mas há a surpresa da vitória do PSD na freguesia com mais votantes - Cartaxo. O BE também surpreende ao atingir o 3º lugar.
Contudo, penso que estes resultados dificilmente se repetirão nas autárquicas. A CDU tem fortes hipóteses em algumas freguesias, nomeadamente em Valada.
O BE, dependendo das suas listas (que por enquanto desconheço), pode causar surpresa no concelho.


Na minha óptica, as eleições europeias têm especificidades que não se podem aplicar às autárquicas. A grande disparidade do nível de abstenção entre os dois actos eleitorais decide muita coisa. Ao que tudo indica, nas autárquicas votarão mais 3500/4000 pessoas do que as que votaram neste último domingo. Essa quantidade de votos é extremamente importante quer para ganhar a Câmara, quer para eleger 1 ou 2 vereadores ou até para vencer uma freguesia.

Já agora, gostaria de ler a sua análise sobre este acto eleitoral e sobre as autárquicas que se avizinham :)


Um grande abraço,

Vasco Miguel Casimiro

Anónimo disse...

Bom dia Vasco,

A nível nacional concordo contigo, obviamente ficou demonstrado que os eleitores não estão contentes com a governação do PS. Houve fuga de votos à esquerda mas também à direita pois para a análise devemos juntar PSD+CDS...

Julgo que a abstenção, com excepção do PCP, prejudicou todos os partidos, pelo que não creio que possamos extrapolar para as legislativas e municipais. Mas as europeias mostraram uma tendência.

Em relação ao Cartaxo Cidade, aconteceu o que se vinha a adivinhar, o eleitorado mais urbano começa a fartar-se, quer do governo do país, quer do da cidade. Se o PS/Cartaxo insistir em mais do mesmo, arrisca-se a perder o eleitorado urbano nas municipais. Existe uma crise de credibilidade dos seus lideres e julgo que pela primeira vez é possível que a Freguesia do Cartaxo retire a maioria absoluta ao PS no Concelho.

Tudo isto depende da capacidade de mobilização do PSD, do capacidade PCP em aguentar o seu eleitorado e do BE em mostrar que é um partido Socialista com um programa de governo para a nossa terra.

O Dr Paulo Caldas afastou as elites do PS e o partido está sem projecto, sem rumo, sem força e sem credibilidade.

Nós, no Bloco de Esquerda, vamos esforçarmo-nos para divulgar que é possível um governo socialista e sério da Câmara, sem homens nem mulheres providênciais, mas com gente de diversas profissões e origens que se juntam para implementar políticas, não fazer carreira política.

:-)

abraços socialistas,

P.M.

Vasco Miguel Casimiro disse...

Caro Pedro,

Agradeço a tua análise às eleições europeias.
Os motores dos partidos já estão a aquecer (alguns já estão a ferver) para as autárquicas, não esquecendo também as importantes e decisivas legislativas.

Vamos ver as surpresas que nos reservam estes actos eleitorais.

Grande abraço,

Vasco Miguel Casimiro