20 fevereiro 2008

Às Quartas com Pedro Gomes

15/02/2008 - Qwentin, a banda cartaxeira, esteve no Coliseu dos Recreios na abertura do concerto de 30 Seconds to Mars


Com o Coliseu completamente esgotado (e à beira da histeria) para a ansiada estreia dos 30 Seconds To Mars em solo nacional, ao Qwentin coube a "simples" tarefa de, em 30 minutos, aquecer o público. Nada de mais: mal Bárány Qwentinsson pisou o palco, choveu uma carga tal de gritos e aplausos, que a tarefa se afigurou, de imediato, facilitada: aquecer um público que, já de si, estava em brasa.

Foi bom. Foi muito bom estar naquele palco, naquele dia, com aquele público.
Quatro mil obrigados, por nos terem recebido como receberam.
E um obrigado especial aos 30 Seconds To Mars, à Everything Is New e ao GRANDE Daniel Makosch.
Não acreditem! É tudo verdade!

Alinhamento:Nem deu tempo para acumular nervos nem antecipação: a meio do dia, um convite irrecusável para, oito horas mais tarde, fazer a primeira parte de um dos mais concorridos concertos do ano (até à data).

. Fatalidad!
. Casualty Friday
. Mind (The) Thieves
. Zuvi Zeva Novi
. Robocop
. Uomo-Tutto
. Aqui.
. Tweestrijd


in Qwentin's Blog

2 comentários:

Bernardo Rosmaninho disse...

Não sabia que os Qwentin são do Cartaxo... É uma banda que está em altas, farta-se de ser falada e de ter reportagens e artigos sobre ela escritos na comunicação social.

E os 30 Seconds To Mars também não são de desdenhar nada mesmo. Olha uma boa novidade no panorama nacional. Alguém daí do blogue esteve lá e confirma-me se foi mesmo assim tão bom?

Fiquem bem, um abraço.

Vasco disse...

Grande Bernas,

O meu primo pertence aos Qwentin, foi espectacular para eles terem a oportunidade de fazer a abertura do concerto dos 30 Seconds To Mars, ainda mais por ter sido no Coliseu e cheio!! Foi brutal sem dúvida.

Abraço