08 fevereiro 2008

Português ganha prémio de 1,9 M€ para projecto sobre leucemia

O investigador português Henrique Veiga Fernandes foi distinguido pelo Centro Europeu de Investigação com um prémio no valor de 1,9 milhões de euros para aplicar num projecto que ajudará a compreender doenças como a leucemia.

Segundo um comunicado enviado hoje pelo Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina de Lisboa, o projecto de Veiga Fernandes pretende estudar o papel de genes cuja desregulação estará na origem de malformações genéticas e de algumas formas de cancro.

«O projecto ajudará a elucidar os mecanismos envolvidos no desenvolvimento do sistema imunitário, tendo como potencial impacto a melhor compreensão de doenças do sistema imunitário, tais como a leucemia e doenças auto-imunes», refere o Instituto, acrescentando que a investigação terá a duração de cinco anos.

O comunicado sublinha que serão premiados com um Starting Grant apenas 300 dos mais de 9.000 mil candidatos, entre os quais estavam apenas dois portugueses, Veiga Fernandes e António Jacinto, também investigador do Instituto de Medicina Molecular.

Os Starting Grant são as primeiras distinções de excelência atribuídas pelo European Research Council e pretendem impulsionar a carreira de cientistas de topo que estejam a estabelecer-se como líderes de equipas de investigação.

Actualmente, Henrique Veiga Fernandes está no Instituto National de Investigação Médica, em Londres, mas em Maio deverá instalar-se permanentemente no Instituto de Medicina Molecular de Lisboa, onde fundará a equipa de investigação que vai desenvolver o projecto agora premiado.

in Diário Digital / Lusa

Sem comentários: